terça-feira, 4 de junho de 2019

Bio-concreto: Construções curam as próprias rachaduras

O concreto é muito resistente e extremamente durável, por esse motivo ele é o material mais utilizado na construção civil ao redor do globo. Mas, como nada é perfeito, o concreto tem seus defeitos, por mais que seja muito resistente, com o tempo ele começa abrir fissuras, decorrentes do desgaste natural e do próprio stress da estrutura, e com o passar dos anos, essas fissuras (rachaduras) tendem a aumentar de tamanho.

Nesse contexto, entra uma solução que visa acabar com essa fragilidade do concreto. Trata-se do bio-concreto, ou concreto orgânico.

O bio-concreto é literalmente um concreto vivo, capaz de curar a si próprio, ou seja, de fechar (vedar) as suas próprias rachaduras.

"Nosso concreto vai revolucionar a maneira como construímos, pois nos inspiramos na natureza”, afirmou Henk Jonkers, microbiólogo responsável pelo desenvolvimento do projeto.

Podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que não foi só inspirado na natureza, mas foi feito dela, por que para criar esse "concreto mágico", capaz de regenerar edifícios desgastados com o tempo, é usado um tipo especial de uma bactéria. O nome científico da bactéria é Bacillus pseudofirmus.

Essa bactéria normalmente é encontrada em condições extremamente hostis, como em rochas próximas à vulcões ativos. Segundo Henk Jonkers, ela é capaz de sobreviver por mais de 200 anos em um edifício. 

O concreto orgânico é feito adicionando ao concreto tradicional, colônias da bactéria já mencionada e lactato de cálcio, que é usado como alimento dessas bactérias. 

Assista o vídeo abaixo e veja como o concreto biológico consegue curar a si próprio.
E como elas conseguem fechar as rachaduras no concreto? É simples! Quando um fissura é aberta, as bactérias são expostas ao ambiente, principalmente a água, que penetra por meio da rachadura e serve como um "despertador" das bactérias presentes no concreto. Elas então ficam ativas e se alimentam, e como produto dessa digestão, produzem o calcário, que por sua vez é o principal elemento do concreto. Três semanas é o tempo que demora para as bactérias vedarem uma fissura. Elas conseguem fechar uma rachadura de qualquer comprimento, de centímetros a quilômetros, mas não pode passar de 8 milímetros de largura.

E o que dizer dos edifícios já construídos com o concreto tradicional? Há uma solução pra eles também. Os mesmos desenvolvedores do bio-concreto criaram um líquido que pode ser aplicado (pulverizado) nas construções já prontas.

O único impasse do concreto orgânico é o preço, que inicialmente seria 40% mais caro que o tradicional, mesmo assim pode ser economizado bilhões ao longo do tempo em futuras manutenções em edifícios.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. O bio concreto é ainda muito pouco difundido, infelizmente, principalmente no Brasil. Você deve solicitar uma assessoria de uma empresa de engenharia civil que tenha experiência em gestão de projetos, talvez eles consigam usar o bio concreto em sua obra.
      Obrigado pelo comentário.
      Abraço!

      Excluir