segunda-feira, 1 de julho de 2019

Guia de lâmpadas: tipos, vantagens e desvantagens

Atualmente a iluminação está em alta no mundo da decoração e existem uma infinidade de tipos e modelos de lâmpadas disponíveis no mercado. Então, criamos este artigo, que será um guia pra você na hora da compra desse tipo de luminária.

Lâmpadas Incandescentes

Esse tipo de lâmpada foi por anos a mais utilizada em residências, apresenta uma cor amarelada e aconchegante, porém converte a maior parte da energia em calor, e isso é um sério problema, por que além de gastarem muita energia, geram gás carbônico, prejudicial a camada de ozônio, por isso, as lâmpadas incandescentes estão atualmente em extinção. Mas ainda são utilizadas em iluminação de decoração, como em abajures e arandelas, bem como em fogões e geladeiras.


Vantagens 

  • As lâmpadas incandescentes emitem uma luz que é mais natural ao olhos;
  • Elas podem ser dimerizadas(aumentando ou diminuindo sua intensidade);
  • Preço baixo.

Desvantagens

  • Consumo elevado de energia;
  • Geram gás carbônico prejudicial à camada de ozônio;
  • São pouco duráveis (cerca de 750 horas).

Lâmpadas Fluorescentes

As lâmpadas fluorescente apresentam uma alta luminosidade por um baixo consumo energético, o que faz dela um tipo de lâmpada de alta eficiência. São utilizadas de forma geral em residências e comércio, como em lustres e pendentes.
Há três modelos no mercado: tubular, compacta eletrônica e a compacta não integrada.



Vantagens

  • Não emitem calor, fazendo das lâmpadas fluorescentes ideais para ambientes onde o calor pode prejudicar usuários ou equipamentos;
  • São mais duráveis quando comparadas com as incandescentes (vida útil em média de 5 mil horas);
  • Baixo consumo energético;
  • Variedade de modelos (potência e tonalidades);

Desvantagens

  • Tem um custo inicial mais alto que as incandescentes, mas são acessíveis;
  • O seu descarte não pode ser feito de qualquer forma, pois por conter mercúrio e fósforo tem uma taxa elevada de poluição ao meio ambiente (solo e água);
  • Apesar de terem um baixo consumo elétrico, ainda consomem mais energia quando comparadas com o LED.

Lâmpadas de Descarga (HID)

São geralmente utilizadas em áreas externas, como pátios e ruas, ou em grandes áreas internas, como galpões, estádios ou fábricas. Elas necessitam de reatores para o acionamento e para manter acesa. Gasta pouca energia e a luz que ela produz é muito brilhante. Existem quatro tipos de lâmpadas de descarga: vapor de sódio, vapor de mercúrio, lâmpada mista e multivapores metálicos.

Vantagens

  • Luz extremamente brilhante;
  • Tem um altíssima eficiência energética;
  • Alta durabilidade.

Desvantagens

  • Alguns modelos necessitam de 2 a 15 minutos para acender por completo;
  • Usam reatores que dificultam sua instalação e tem um peso considerável (verificar as estruturas que apoiarão essas lâmpadas);
  • Preço alto.

Lâmpadas Halógenas

Essas lâmpadas funcionam do mesmo modo que as incandescentes, porém em seu bulbo contém bromo ou iodo (halógenos). Por seu tamanho pequeno são ótimas escolhas para serem usadas em luminárias. São geralmente utilizadas para dar destaque a algo, como um quadro ou item de venda.


Vantagens

  • Cerca de 2 vezes mais durável que as incandescentes (2 a 4 mil horas);
  • Luz parecida com a luz solar (2500K a 3100K) tornando a ambiente mais agradável;
  • Variedades de modelos e potências;
  • Pode ser dimerizada.

Desvantagens

  • Não apresentam uma alta eficiência energética (mais econômica que as incandescentes e menos que as fluorescentes);
  • A grande maiorias dos modelos necessitam de um transformador;
  • Não são duráveis comparada com tecnologias mais atuais.

Lâmpadas de LED

Essa sem dúvida é o tipo mais conhecido hoje, e são amplamente utilizadas em residências e comércios. É a lâmpada que menos consome energia elétrica. Elas podem ser utilizadas para tudo, áreas externas (refletores de led), áreas internas, efeito de decoração, arandelas, balizadores, spots e por aí vai.

Vantagens

  • Extremamente durável (25 mil horas);
  • Baixíssimo consumo elétrico;
  • Não gera calor (ou muito pouco);
  • Não polui o meio ambiente e é de fácil descarte;

Desvantagens

  • Preço por lâmpada elevado (mas comparando a economia elétrica, o valor da compra pode ser facilmente compensado);

Soquetes e bases

Os soquetes servem para fixar a lâmpada e fazer a ligação dela com a rede elétrica, eles também são chamados de bocais, e é o local onde você rosqueia ou encaixa a lâmpada. 
A parte da lâmpada que encaixa no soquete é chamado de base.
Abaixo você pode ver uma lista com as principais bases das lâmpadas que encaixam nos soquetes equivalentes.
Referências:
https://www.cliquearquitetura.com.br/artigo/tipos-de-lampadas.html
https://www.ecocasa.pt/energia_content.php?id=1
http://avantlux.com.br/luminotecnica/
http://www.maistokstok.com.br/dicas/tipos-de-lampada/

0 comentários:

Postar um comentário